O Exterminador implacável


Hoje, mais uma vítima da pena de morte, foi executada nos Estados Unidos. Stanley Tookie Williams um condenado à pena de morte pelo assassínio de 3 pessoas em Los Angeles foi hoje executado sob a recusa de pedido de clemência feita ao governador do Estado da Califórnia Arnold Schwarzenegger.
Stanley Tookie Williams foi por várias vezes candidato a Prémio Nobel da Paz, por ter desenvolvido já no cárcere várias acções que visavam a luta contra a a violência nas ruas, tendo escrito inclusive livros para crianças. O que se pedia não era o perdão da pena, mas sim a prisão perpétua, mas como nos EUA ainda impera a cretina ideia de olho por olho dente por dente, Arnold Schwarzenegger, decidiu ignorar os pedidos de milhares de amricanos e ordenar a assassinio de Tookie.

Tookie estava no corredor da morte há 24 anos, e muitas foram as figuras públicas que se juntaram à onda de protesto e de pedido de clemência que foi recusado pelo Extreminador.

Tookie acabou por ser assassinado pelo Governo dos Estados Unidos hoje, mas fica um espinho bem cravado na frágil “justiça” americana, que mais uma vez não contempla o perdão e arrependimento e sob os falsos moralismos e em nome de Deus acaba com a vida de um homem que por mais violento que tenha sido, mostrou que o arrependimento também tem lugar nas almas que outrora mataram. Foi um defensor pela luta contra a violência, mas de nada lhe serviu, o peso do presumiveis assassinos que lhe deu a sentença foi mais forte que a voz de milhares de americanos. O curioso é que nunca se provou verdadeiramente que tenha sido Tookie o autor do assassinio.
Provou-se sim, que Tookie estava arrependido e mudado e que era bem mais útil para a sociedade vivo do que morto, mas pelos vistos só a morte prova que se castiga violentamente quem se desvia da norma.
BRAVO senhor governador!

33 comentários:

MCM disse...

Bom Post ,Mocho! É assim mesmo alertarmos os outros para todas as injustiças que há. Mto bem!

Lucília disse...

Este tema entristece-me sempre e nem sequer sou capaz de te dizer se sou a favor ou contra a pena de morte.
Sou seguramente contra estes 'atavismos' do sistema americano, mas a questão na sua essência não é fácil.
Grande, grande, este som!!
beijinho

Kalinka disse...

Olá Mocho,
mas...que surpresa!!!
Sabes, é que hoje de manhã li esta mesma notícia aqui pela net e pensei: é isto que hoje vou postar!
No entanto, como tinha estado 3 dias no Porto, resolvi falar um pouco sobre a minha estadia e o assunto passou para 2º plano e não me lembrei mais dele...e, ainda bem, caso contrário tinhamos os 2 postado o mesmo tema.
Agora, pergunto-me eu e não sei responder: seria necessário um ser humano estar no corredor da morte durante 24 anos para hoje terem decidido isso? Inaceitável...revoltante!!!
Fiquei à espera do teu comentário num dia que prometeste lá voltar, mas...acabaste por não voltar. No entanto, agradeço-te todas as vezes que tens ido ao «meu kalinka» deixar as tuas opiniões sempre muito bem explícitas.
Beijokas.
Beijokas.

Maria Pedro disse...

Excelente post (ou como os blogs podem ser mais do que recreação)!

PS: Art of noise?! Tão 80's!Tão "Som da frente"!

Pitucha disse...

Com este e outros exemplos, a conclusão só pode ser uma: pena de morte NÃO! NUNCA!
Beijos

As Musas disse...

A Pena de Morte, o Aborto e muito mais assuntos polémicos, só poderemos dar a nossa opinião quando nos afecta de alguma maneira, pessoalmente, pois falar da boca para fora é muito fácil.
Se um homem fizesse mal a um filho meu, de certeza que o queria morto e nem me passava pela cabeça outra coisa, se pudesse até eu lhe apertava o pescoço. Mas depois vemos o assunto de outro prisma e já ai temos outra opinião.
Se ele tentou redimir, se ele tentou fazer o bem depois de ter feito o mal, aceito que tenha mudado e esteja arrependido, ai sim, tb concordo que deveria ficar em prisão para sempre, mas de lá, e se realmente fosse bom, voltaria a praticar o bem.
Ás vezes é dificl julgar os outros.

Isabel-F. disse...

24 anos à espera....
qual a razão???

só tenho uma palavra: revoltante...

Bj

wind disse...

Nojentos estes americanos que ainda têm a pena de morte!

Isabel Magalhães disse...

Eu sou a favor da VIDA!

1º nem sempre o que parece é... e de erros está a História cheia...

2º o condenado pode ser alguém que nos é muito querido e depois teríamos que mudar o registo - caso dos que são a favor...

3º e como diz o 'outro'... 'em terra de olho por olho, acabamos todos cegos.

Muitos beijinhos, Mocho.

Isabel Magalhães disse...

Acabou de me ocorrer um 4º ponto... tu já sabes como eu sou...

Como é que é ser contra a pena de morte e ao mesmo tempo ser a favor do aborto?

Eu, defendo o direito à VIDA; de assassinos provados e de seres indefesos e INOCENTES.

No 'hard feelings', querido Mocho! Dizem que da discussão nasce a luz!

Bjssssssssssssssss.

Eva Shanti disse...

Um dos fins da sanção/pena é a reabilitação. Ora, depois da morte, isso é difícil, não? A não ser que haja reencarnação... Não é que eu não acredite em outras vezes, mas, pelo sim, pelo não, o melhor é viver esta que tenho da melhor forma que for possível...

Além disso, que somos nós, mortais, para fazer o papel de Ente Superior, e decidir da vida ou da morte, mesmo que achemos que alguém só merecia mesmo era ir áquela parte...?

Complicado. Especialmente se pensarmos que esses filhos da ...., que põem bombas, matam, violam.... E os contribuintes a pagarem cama, mesa e roupa lavada durante anos, certo?

Ainda assim, eu não concordo com a pena de morte.

Bjs

Kraak/Peixinho disse...

Como era mesmo Mocho? A maior democracia do mundo? Liberdade? Esclarece-me pq já perdi o rumo às definições americanas de alguns conceitos :S

Hugzz

Bastet disse...

Vinte e quatro anos depois, mais do que a aplicação da pena de morte está em causa a aplicação tardia da justiça e da sua finalidade que se perde com o decorrer do tempo, tornando-se a pena um crime. Belo post Mochinho.

alfinete de peito disse...

Pois, e o pior disto tudo é que há mais prisioneiros nas mesmas condições! Portanto o Arnold deve ter dito aos restantes "I´ll be back"...

Abraço dos Alfinetes!

Ulysses disse...

Foi realmente uma grande decepção do Austríaco... Que vergonha!

Se fosse estado-norte-americano, ainda tinha desculpa, pois estava certamente infectado da típica atrofia cerebral, mas sendo um estrangeiro, é mesmo imperdoável.

mfc disse...

Aquele país não existe... até nisso se assemelham à China!!

maria flor disse...

Em qualquer situação, em qualquer caso, sou contra a pena de morte, o que não quer dizer que em certos casos haja desculpa para certos actos.
Só não se pode tirar a uma pessoa o que não se lhe pode dar, logo a vida é um assunto sobre o qual não devia haver hesitações!
A vida é o único bem irrepetível!

KIM PRISU disse...

exterminador sim , a pena de morte grande locura de um pais dito civilisado, boa noite

Armando S. Sousa disse...

A pena de morte é um acto criminoso!
Já fiz uma dúzia de post's sobre esta "barbárie" na civilização.
Um abraço.

Meia Lua disse...

Mas isso do "olho por olho e dente por dente" não era a "lei" dos outros? Dos maus? Daqueles que querem mal ao mundo e que os US fazem o enorme favor de nos salvar?
Cumprem uma lei que supostamente combatem...
Enfim...sem comentários :(

Nina disse...

Triste mesmo :S

Beijinho

Yardbird disse...

O pior de tudo, Mocho, é que eles acabam por tirar sentido à palavra redenção. Que não vale a pena o indivíduo recuoerar-se
Abraço

Natalie Afonseca disse...

Olá qeurido Mocho!!
Como este é um assunto muito delicado, e a estas horas nem te conto, hehe, passei por aqui para te deixar um beijinho!!
Gosto deste cantinho, mesmo!!

Beijosssss
:)***

adesenhar disse...

Acabei de ver Ramón Sampedro na RTP1

e ao ler esta noticia aqui fiquei...

BRAVO senhor governador! repito eu também.

fica bem Mocho

:)

Cristina disse...

Olá mocho,
Gostei do teu post, mas tenho algo a dizer sobre o assunto, pois vivendo aqui talvez tenha uma opinião diferente de vós que vivem em Portugal.
1. Não sou a favor da pena de morte
2. Neste caso, acho que o pedido deveria ter sido aceite.
3. Têm existido vários casos em que a pena de morte tem sido uma causa justa - exe: Timothy MacVeigh que matou centenas de pessoas inocentes, includindo criânças.
Será que com esse caso também tinhas a mesma opinião acerca da pena de morte?
Outro exemplo - Scott Peterson que aguarda o dia para ser executado porque matou a esposa de 8 meses grávida, só porque andava a ter um caso romântico com outra mulher! Será que neste caso também és contra a pena de morte?
Eu nestes casos sou a favor.
:)
Um beijinhu para ti

Mocho Falante disse...

Querida Nita4Ever, sou incondicionalmente contra a pena de morte, pois trata-se de uma prática primitiva e que apenas nos trnaforma na mesma condição daqueles a quem foi aplicado a pena.

Quem somos nós para decidir quem vive e quem morre

Beijocas

objectiva3 disse...

Arnold Schwarzenegger é o exemplo do tipo de mentaliadde americana que eu não suporto!

Mas infelizmente tem eleitores que lhe dão força...

Bom post!

Good work!
:)

Cristina disse...

Mocho :)
Cada um tem a sua opinião, apenas dei a minha e tu a tua :) "No hard feelings", por isso existem os posts para cada um dar a sua opinião :)
---------------------

Acerca do post de baixo, já comentei também e estou a comentar aqui porque as pessoas andam em pânico a pensar que o blogger lhes vai apagar os blogs. O texto que está no blog da pessoa em causa, NÃO foi escrito pelo blogger. Vim de lá agora e estive a ler, só ao olhar para o texto encontrei logo 6 erros em palavras que foram usadas erradas no inglês. Venho apenas dizer que agora NÃO acredito mesmo que tivesse sido o blogger que mandou aquilo e sim um HACKER :)...
Espero que as pessoas fiquem mais descansadas :)....

Mocho Falante disse...

querida Nita4ever, é evidente que respeito e muuito a tua opinião, aliás como a opinião de todos, apenas comentei para que soubesses o que penso sobre o caso, aliás, confesso-te que também não saberia como reagir se um familiar próximo fosse morto por um assassino destes.


Minha querida nada de hard feellings,

beijocas doces

Cristina disse...

No hard feelings mesmo mochinho :)...sabes como é o meu escrever em português, por vezes não me sei explicar como quero :)


Tem um lindo dia, que eu vou para as compras, tirei o dia de folga e ainda aqui estou amarrada ao pc...lol....

Beijinhuuuuu

Betty Branco Martins disse...

Olá Mocho

E os Americanos ainda têm a "LATA" de falarem dos Países Arabes!!!

Parabéns pelo post :)

QUERO DESEJAR

UMAS FESTAS FELIZES

COM MUITO AMOR, SAÚDE E MUITA PAZ

Beijos c/amizade

A .Carlos disse...

Olá Mocho,
Muito polémico este Post !!
Seria desejável que nos dias de hoje,a morte gratuita não existisse.
mas é um facto que existe!
Será que é de Justiça, invocar a justiça dos Direitos Humanos e do Direito à Vida,
a quem de forma gratuita e deliberada, nega esses mesmos Direitos a quem mata?
E qual seria a nossa opinião se essa morte nos tirasse
os nossos Filhos,Pais,Esposas/os, ou apenas amigos?
Será que a nossa opinião se mantém bonita e civilizada em defesa do direito ao perdão?
Porque felizmente, estamos a "Vêr" e comentar de "fora", e essa é a parte fácil !

1º-Seria desejável que não se matasse gratuitamente, mas mata-se!
2º-Seria desejável que a pena de morte não existisse, mas existe!

Penso que, a 2ª existe como reflexo da 1ª .
(Infelizmente!!!!)
e não a 1ª como um reflexo da 2ª.
(Infelizmente!!!!)
É de bom senso que a civilização
conseguisse acabar com a segunda,
e em nome da Vida também, que primeira deixasse de acontecer.

Parabéns pela Coragem deste teu Post.
Abraços.

Vespinha disse...

Olá amiguinho Mocho...
Pois...o Arnaldo é mais um pedagogo cheio de sensibilidade!

Este homem era um condenado diferente,mas o raciocínio primário de quem manda,não dá para tudo...

Babinho da Vespinha

Blog Widget by LinkWithin