Nepal - diário de Bordo X


O Nepal, recebeu-nos com toda a energia que o Budismo transmite. O templo de Swayambhuath ou mais vulgarmente conhecido pelo templo do macaco, fica situado no cume de uma colina em Kathmandu. Este complexo religioso, apresenta-se com uma enorme estupa (stupa) lindíssima, e é considerado um dos locais mais sagrados do budismo no Nepal.




O complexo é composto por uma série de pequenos templos e por um mosteiro budista. É um lugar onde se respira boa energia, paz e uma tranquilidade sem limites. Ali, no templo de Swayambhuath, fechei os olhos e deixei-me levar pelas minhas memórias, alegrias e tristezas tudo sob o olhar atento daqueles três olhos pintados sob a estupa do templo.


As lojinhas de artesanato são um encanto que à mistura da simpatia nepalesa dá como resultado um carrego de sacos de compras à volta.




Swayambhuath oferece junto com o cheiro do incenso e dos mantras, uma vista maravilhosa sobre a cidade depois de subirmos 365 degraus, mas vale a pena, ah se vale, porque a vista é de cortar a respiração.


Swayambhuath é um dos locais religiosos mais antigos do Nepal, e conta a lenda que Budha o visitou e ali ensinou. Local igualmente importante para os Hindus, Swayambhuath é composto por uma dualidade pacifica de religiões e é sem dúvida um local sagrado imperdoável se não visitar quando for ao Nepal.



O templo de Pashupatinath, foi a paragem seguinte, templo Hindu, junto a um afluente do sagrado Ganges, ali, bem junto ao rio assistimos à cremação de quem já partiu e espera uma nova reencarnação, Pashupatinath é um complexo cujo templo apenas está acessível aos devotos do hinduísmo, com grandes símbolos de fertilidade, é comum assistir a quem pede aos deuses uma ajuda para conceber um filho.



Local de cuidados paliativos para quem a vida está em compasso de espera para a entrada da morte, o rio corre lentamente, e vai recebendo as cinzas da morte e o leite da vida que é derramado no templo de Shiva bem ao cima das escadas.


Pashupatinath dá guarida, aos gurus cuja vida não permitiu a alguns cuidar da sua família, acabando por se refugiarem no templo vivendo de dinheiro que pedem por uma foto.


Sem dúvida um local que marca pela proximidade da vida e da morte e pelo fino limbo que as separa, se de um lado se celebra a vida do outro diz-se um até à próxima reencarnação.


18 comentários:

Teresa Durães disse...

deve ser extraordinário estar num templo assim. Consigo imaginar a paz a invadir-nos

wind disse...

Que maravilha de lugar!:)
Beijos

turbolenta disse...

Imaginava que para se fazer uma cremação fosse precisa uma grande rima de madeira.Mas agora,depois de ver a foto ,já não penso assim. Por aqui, cada passagem é um livro aberto onde cada um aprende sempre qualquer lição.
boa semana
abraços

Baby disse...

É sempre reconfortante vir ler o relato das tuas viagens. Tens o dom de saber transmitir o que sentiste e incutes em nós a sensação de lá ter estado contigo.

"É um lugar onde se respira boa energia, paz e uma tranquilidade sem limites."
Era aí, nesse templo de Swayambhuath que precisava estar, por algum tempo.
Um abraço amigo.

Lemniscata disse...

Fantástico, obrigada pela partilha:)! Só posso mesmo dizer... uau!! Bjs *****

Lu.a disse...

Veeeeeery nice!!:)

Alien8 disse...

Grandes férias, amigo Mocho!

E obrigado, uma vez mais, por tão bem nos tornares parte delas, com o colorido das fotos e a riqueza dos pormenores.

Um abraço!

candypenim disse...

que sortudo. viajar é sem dúvida viver muitas vidas. o teu blog é um raio de luz.

C Valente disse...

Saudações amigas,até breve

Casemiro dos Plásticos disse...

Grandes férias Mocho e com este retrato fresco e bem feito da viagem, aguça o apetetite para ir lá "in loco" para descobrir outras viagens tuas.
abraço

APO (Bem-Trapilho) disse...

bemmm cada destino mais fascinante que o outro! :)
bjos

Bxana disse...

Esta Bxana inveja-te muito, tens noção disso? :P

Miguel disse...

Adorei a musica ambiente ...!

Gostava de poder viajar como tu ...!

Um BOM FDS!
Um Abraço da M&M & Cª!

tulipa disse...

1º ANIVERSÁRIO DO MEU BLOG

Para todos que me têm acompanhado ao longo deste ano de existência, um ano muito complicado emocionalmente, que culminou com o falecimento da minha sobrinha há apenas uma semana, quero AGRADECER as palavras sinceras de incentivo, de carinho e apoio nas horas realmente difíceis.

Faço um balanço deste ano e considero que foi bastante POSITIVO e por isso, cá continuarei partilhando com todos vós o bem e o mal, o melhor e o pior, na esperança que daqui a um ano as alegrias sejam muitas mais do que as tristezas.
É bom constatar que houve “feedback” da vossa parte e isso faz-me uma pessoa feliz e realizada.

MUITO OBRIGADO a TODOS que têm estado presentes na minha vida, aqui de forma virtual e outros que já fazem parte da minha vida real.

Ajuda-me a apagar a vela do 1º aniversário.

Ofereço-te flores e beijos.

Alexandra disse...

Fiquei colada às palavras e imagens. Conseguiste transpôr muito bem as sensações. Excelente!!!


Bjocas.

Sandra disse...

Escreves muito bem, adorava ir ao Nepal, aliás existem há imensos lugares que gostaria de visitar mas...

aninhas disse...

devo confessar que sinto inveja :S mas, positiva claro.

bjs grandes e um xi-coração apertado do kiko malandro

Caillean disse...

Ola Mocho

Conheci seu blog no Lemniscata e vim te conhecer e adorei seu cantinho e suas viagens um sonho meu que ainda pretendo realizar, cohecer o Nepal, e ainda vendo estas fotos deu mais vontade ainda.

Olha passa la na Casa da Floresta que tem um selinho para voce viu :)

Bjs de LUZ
)0(

Blog Widget by LinkWithin