Os cheiros invadiram-me o poiso






Há mais de 15 anos que li o livro, e a cada final de um capítulo ficava especado encostado a uma qualquer prateleira do supermercado.
Há mais de 15 anos Süskind foi o responsável pelas constantes visitas ao hipermercado e ao mesmo tempo responsável pelo recorde de tempo que por lá ficava…tudo porque li a sua obra-prima O Perfume numa superfície comercial, era muito simples, cada vez que lá ia, lia dois a três capítulos anotava num bloco onde tinha ficado e mais tarde quando voltava retomava o prazer da leitura daquele livro que foi absorvido digamos de forma suigeneris mas muito divertida.


Em 1997 dez anos depois do o ter lido, o livro de Patrick Süskind passou a morar na estante dos meus livros e 20 anos depois de ter lançado O Perfume, Süskind decidi deixar que a sua obra subisse à tela do grande ecrã.
Foi uma grande luta entre os cinéfilos e o autor que durante todos estes anos se recusou a permitir que as palavras dessem lugar à imagem, e digo-vos também não era preciso porque todo o livro está repleto de aromas e de cheiros ora nauseabundos ora de essência de lima ora patchouli e mais todas aquelas que conseguimos extrair das palavras

Hoje o filme veio parar-me às mãos, tal como Patrick Süskind, também eu andei a evita-lo quase durante 1 ano, não fosse a magia que construí encostado às prateleiras de copos e pratos do hipermercado, fosse em duas horas destruída à conta de uma má realização ou de uma típica decapitação que o cinema tantas vezes faz às grandes obras literárias.

Ben Whishaw é Jean-Baptiste Grenouille e é de uma perfeição completa, talvez não tão feio como o tinha construído na minha mente, mas igualmente metódico e perfeccionista. Dustin Hoffman é o fantástico Baldini que quase tudo ensinou a Jean-Baptiste Grenouille e à troca de 100 receitas de perfumes deixou Jean-Baptiste Grenouille partir ao encontro da sua glória e da sua desgraça.


Tom Tykwer foi o homem que convenceu e bem Süskind a entregar a sua obra ao cinema.
Tykwer consegue recriar uma perfeita atmosfera de França do século XVIII inundada de cheiros e onde a desumanidade e tão ao mais malcheirosa que todo o ambiente da rua onde nasceu Jean Baptiste Grenouille.

Perfume é a história de uma obsessão mortal que nos deixa com os sentidos (olfacto) em alerta constante.

Rendi-me aos encantos de "The Perfume - The story of a murderer" e na verdade não me arrependi apesar do livro ser de facto um dos livros da minha vida e disso não há imagens que o vençam.

17 comentários:

wind disse...

O livro é o que costumo dizer :"o meu livro":)
Nenhum outro despertou como escreves tantas sensações olfactivas, visuais, ...
Grata pela dica do filme:)
beijos

.....e Capricórnia sou eu!!! disse...

Mochito lindo!!

Boa escolha migo.....muito boa escolha MESMO!!!Quer do livro ....quer do filme!

Uma beijoca enorme de boa semanita!

Meia Lua disse...

Também já lí o livro há muito tempo e o filme é sem dúvida a recriação de todo aquele ambiente. Eu gostei! Beijinhos

Catarina disse...

Mochito
Depois de ter lido o livro, nem me atrevi a ver o filme, ja bastou aquela fase em que gostava dos contos de Edgar Alan Poe, dos contos Goticos, de filmes de terror, dos Ficheiros secretos (ah! pois é, mesmo os seres mais zen podem ter um passado quase masoquista!!!) e depois era aquele friozinho na barriga quando à noite todas as luzes da casa se apagavam!
Ora O perfume, não é propriamente um perfume... inocente!
Mesmo assim para espiritos mais fortes e menos impressionaveis do que o meu imagino que seja um excelente filme :)
Bjtos

Marco Ferreira disse...

Voltei ... a ver se agora fico mais tempo. Isto de ser marinheiro tem que se lhe diga.

Boa semana para todos e bom carnaval (????) ... estou assim tão atrasado?

marinheiroaguadoce a navegar

Barão da Tróia II disse...

Já li e gostei, o filme hei-de ver um dia, boa semana.

Hindy disse...

Não li o livro mas vi o filme e gostei muito!

Voltei para mais uma etapa de trabalho.

Um beijinho hindyado! :o)

Cristina disse...

também foi um dos livros que me marcou por uma razão: sou louca por perfumes desde sempre!

Parrot disse...

Foi a Srª aqui de cima que me aconselhou.....li, e adorei, tanto que o li duas vezes. :)
O filme ainda não vi....porque normalmente são piores que o filme.....
Tu que nunca me enganaste, vale a pena?

Abraço

Sara MM disse...

epá!!

coincidências...


1) tb o li há 15 anos... aliás foi o 1º livro que li! emprestado (olha, que ideia esta - depois ficou tão esfanicado, por o ler nos autocarros (outra ideia boa!) que tive de comprar um novo para devolver!!

...... mas essa de o ler num hipermercado!! hipermercado!??! que raio de ideia essa!!!?!?!


2) foi precisamente esta semana que decidimos vê-lo!!!

... bem, mas ainda não vi graças a uma menina!! LOL


BJss

foreveryoung disse...

Ainda não li o livro, mas tenho mesmo de o fazer!
Bjs

125_azul disse...

És mais corajoso que eu: amei de tal forma o livro que me sinto incapaz de ver o filme. Estava a acabar a faculdade quando o li, há mais de 20 anos e ainda me arrepia...
Beijinhos

Kalinka disse...

Olá Mocho

Duas boas sugestões - livro e filme; nem um nem outro ainda li ou vi, mas pelo que li do teu desenrolar de palavras e de ideias, especificando tudo, parece-me muito interessante.

Achei hilariante a forma como leste o livro durante tanto tempo, é mesmo sui generis.
Tal como diria um amigo meu:
“Su su abelhum” tá bem abelha

Beijitos.

th disse...

Tanto mochinho lá em cima!!!
Eu, pelo contrário não li o livro, não vi o filme e não tenciono fazê-lo...embirrações, paciência!
Beijo, th

objectiva3 disse...

olá!

Não li o livro!

Mas vi mais recentemente o filme!

A história é um misto de tragédia, paranóia e paixão...mas gostei!

bjs

Cris

P.S. Quando mudaste o teu template não perdeste registos antigos??? Ando com vontade de mudar o template quando fizer 3 anos ( em maio), pois já que é objectiva3, depois disso vida nova!!!

papoilasaltitante disse...

Mocho amigo!!! (regressada)
Fizeste com que finalmente me decidisse a ver o filme. Tal como tu também eu receava que não se conseguisse nunca por na tela todos os sentimentos (olfactivos e não só) que o livro me transmitiu...
Parece que na tua opinião foi bem conseguido...
Vou a correr vê-lo!
Jinhos

margarida disse...

Li o livro mas não vi o filme.
O meu filho no 10ºano leu o livro e foi ver o filme. Adorou.
Bjcs e bom fim semana

Blog Widget by LinkWithin